segunda-feira, 28 de março de 2011

Rescaldo 2.ª Resistência Fazendas de Almeirim


O dia começou pelas 06:10 da manhã,  pois a hora de encontro com o resto da equipa era ás 07:00 no local habitual. À hora marcada lá estava eu, desta vez de boleia com o meu pai e com a minha mãe, que andam a ficar fãs destes ambientes. Entretanto o Ricardo, que ia comigo de boleia, não aparecia e claro está, não acertou o relógio e teve de fazer um sprint para recuperar o tempo de atraso. Pelas 07:30 lá seguimos em direcção a Fazendas de Almeirim, com uma temperatura "agreste" e com muita chuva que só terminou em Santarém.

Cheguei pelas 08:30 e já a agitação era muita, o que não é normal para mim, pois nunca chego tão em cima da hora. Seguidamente equipei-me, preparei a bike e fui aquecer em quanto o Nuno foi buscar os dorsais do pessoal e o chips.

 Como desta vez o Arealbike tinha um "staf" de respeito optei por correr só com um bidon de líquidos e combinei com o pessoal fazer a troca do mesmo nas passagens na linha de meta, para evitava andar a acartar água.

Já mesmo e cima da hora dirigi-me para a linha de partida, onde me coloquei na segunda linha, o que era mais do que suficiente para o tipo de prova e para os primeiros kms do percurso.
Com 15 minutos de atraso, que a organização justificou com a preparação do sistema informático, iniciou-se a resistência. O andamento não foi muito forte  mas na primeira subida a "coisa" dividiu-se, pois um grupo de 7 aumentaram o andamento eu apercebi-me que aquilo não era andamento para mim, mas mantive o meu andamento "máximo" juntamente com o Luis Monteiro, o que durou até ao final da primeira volta, onde passei em 9.º e o Luis em 10.º.

Daqui para a frente segui sempre sozinho, mas sempre no alcance de visão do Luis Monteiro  e do grupo de cerca de 5 onde ele seguia. Entretanto consegui passar um atleta e ascender à 8.ª posição, tendo ficado logo de plena consciência que seria o lugar mais alto que conseguiria, isto em condições normais e que teria de controlar muito bem o esforço para não ser apanhado pelo grupo onde seguia o Luis Monteiro. 
O tempo ia passando, as voltas iam sendo dadas e estava a consegui ganhar tempo ao grupo que me seguia, uma vez que à 3.ª volta comecei a dobrar atletas e isso era uma vantagem para quem seguia sozinho, porque a maior parte do percurso era em trilhos.

Incrivelmente a passagem da barreira das 2 horas não deixou marcas, pois estava à espera que quebrasse psicologicamente, pois muito raramente ultrapasso esse tempo em treino ou em provas.

Entretanto já na penúltima volta apercebo-me que ia dobrar o Pedro (colega de equipa) e também reparo na proximidade do 9.º lugar, o que me fez reduzir a minha cadência para que ele se aproximasse de mim, uma vez que iríamos passar a linha de meta a escassos minutos das 3h, o que nos iria obrigar a dar mais uma volta e eu necessitava de ver como ele estava fisicamente. Fizemos a primeira subida juntos e o primeiro trilho, depois aumentei a cadência e ele não me acompanhou, mas voltei a baixar, para o forçar a aumentar a dele, tendo novamente com a proximidade dele, aumentado a minha, não tendo ele esboçado qualquer tentativa de me acompanhar, seguindo eu sozinho até ao fim. 

Resultados:
         Kms: 7 voltas (69,90)
         Tempo:3h29m31s
         Média: 19,96
         Acumulado: 1540
         Classificação: 8.º
  http://www.sportchip.net/site/index.php/resultados/62-2011-03-27-2o-resistencia-btt-q-rota-da-sopa-de-pedraq-fzendas-de-almeirim       

A minha opinião
- Organização: Acima de tudo, fica os parabéns à organização pelo excelente empenho, uma vez que por ter chegado em cima da hora e ter sido dos últimos a terminar não deu para avaliar convenientemente o trabalho desenvolvido. Contudo não podia deixar de referir que é lamentável eu andar a fazer a última volta e andarem a retirar fitas, quando ainda existiam mais atletas em prova... fiquei sem palavras, pois se eu passo 3 minutos antes da hora, ou não me deixavam seguir, ou então tinham de manter as mesmas condições.
- Levantamento de dorsais: Sem opinião (não fui eu que levantei o dorsal)
- Ofertas: Achei mesmo muito bom.
- Briefing: Apenas foi abordado a questão dos chips e sinalização do percurso. Acho que devia de ter sido abordado alguns ponto de risco do percurso.
- Partida: Sem nada a apontar
- Percurso:Estava simplesmente fantástico, pois com o que tem chovido fiz 7 voltas sem apanhar lama e acima de tudo os trilhos e drops eram do melhor.
- Sinalização do percurso:Podia ter sido 5 * não fosse a preocupação em retirar as fitas antes de todos os participantes terem acabado a resistência.
- Controlos:Sem nada a apontar, mas com a novidade (para mim) dos chips.
- Posto de abastecimento:Não usufrui, mas aparentavam estar bem recheados.
- Chegada:Muito boa, com comentários e com espectadores. No entanto é pena a distracção de alguns participantes e espectadores que pensam que os eventos terminam quando eles ou os familiares terminam, colocando desta forma, em risco os outros participantes e a eles próprios.
Lavagem de bikes: Não utilizei.
- Massagens: Não utilizei.
- Balneários: Não utilizei.
- Almoço: não participei.
- Prémios: Até 5.º lugar. Foi bem pensado tendo em conta que não existia escalões.


Conclusão: 
Correu-me muito bem, fiz a resistência como se fosse uma meia-maratona e não me dei mal. Valeu para me avaliar para uma eventual abordagem ás maratonas e estou desconfiado que a minha "praia" não será XCM.














Fica o meu obrigado ao areal e aos meus pais pelo apoio prestado e paciência lol.

da direita para a esquerda, Ricardo, Luis, Pedro, Nuno e eu.

2 comentários:

  1. Estás em grande!
    Já te disseram que devias apostar seriamente na vertente XCO...

    ResponderEliminar